sábado, 21 de maio de 2011

Dicas de filmes que abordam questões ambienais

-Terremoto (Earthquake, 1974)
Violento terremoto atinge Los Angeles, destruindo parte da cidade e mudando a vida de vários personagens.

-Twister (Twister, 1996)
Uma tempestade está em formação, e dois grupos de cientistas rivais planejam entrar para a história colocando sensores no tornado.
Mas para coloca-los  é necessário ficar o mais próximo possível do tornado. Numa das equipes está uma jovem obcecada por tal ideia, pois em 1969 ela viu o pai ser sugado por uma tempestade e atualmente ela planeja concretizar o seu sonho ou morrer a tentar.

-O Inferno de Dante (Dante's Peak, 1996)
Um geólogo tenta alertar a população da cidade de Dante's Peak que o vulcão inativo está prestes a entrar em erupção.  Ninguém acredita nele, exceto a prefeita da cidade.
Juntos, eles tentam fugir da cidade e da onda de destruição provocada pelo vulcão.

-Volcano - A Fúria (Volcano, 1999)
Retrata os efeitos catastróficos do aquecimento global e do esfriamento global.

-O Núcleo - Missão ao Centro da Terra (The Core, 2003)
O geofísico Dr. Josh Keyes descobre que um experimento fracassado fez com que o movimento de rotação do núcleo da Terra cessasse. Com a rápida deterioração do magnetismo na Terra, a atmosfera começa a se deteriorar. Para tentar resolver a crise, Keyes reúne  os melhores cientistas do mundo para entrarem  no centro da Terra a fim de reativar a rotação.

-O Dia Depois de Amanhã (The Day After Tomorrow, 2004)
Uma interrupção climatológica de proporções inconcebíveis destrói o mundo, enviando milhões de sobreviventes apavorados para o sul.  Indo na outra direção, contudo, está o professor Adrian Hall, um brilhante paleoclimatologista, cujo filho Sam ainda pode estar vivo em Nova York, agora uma cidade devastada e congelada.

-Alerta solar (Sunshine, 2007)
Em 2057, o Sol corre o risco de desaparecer e, caso isto ocorra, será o fim de toda a humanidade. A última esperança é uma nave espacial tripulada, que leva uma bomba atômica pra revitalizar o Sol. Durante a viagem, recebem um S.O.S de outra nave enviada anos antes com o mesmo objetivo, então surge a dúvida, manter curso ou responder ao chamado de ajuda.


AVATAR
Este é  o filme de 500 milhões de dólares, que concorreu ao Oscar e conquistou o mundo todo. James Cameron passou dez anos desenvolvendo uma tecnologia para apresentar sua mensagem eco-consciente. Avatar conta a história de Jake Sully (Sam Worthington), um ex-fuzileiro naval e tetraplégico que é contratado pela RDA para participar do projeto AVATAR no planeta chamado Pandora. Lá vive uma espécie chamada Na’vi, humanóides azulados e com três metros de altura, que vivem em harmonia com a natureza, como eram os índios há muito anos. À medida que ele se infiltra no cotidiano, costumes e crenças do povoado, sua consciência vai mudando. 

UMA VERDADE INCONVENIENTE
O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore, derrotado por Bush nas eleições presidenciais dos EUA em 2000, apresenta uma análise da questão do aquecimento global desde a década de 70, os mitos e equívocos existentes em torno do tema e também possíveis saídas para que o planeta não passe por uma catástrofe climática nas próximas décadas. O filme é tão assustador quanto urgente, não à toa levou o Oscar de Melhor Documentário em 2007. Ainda não viu? Corre pra ver!

WALL-E
Uma das mais belas animações já feitas e um dos melhores filmes que abordam as questões críticas do mundo - tudo com muita poesia. Wall-E, o robozinho em questão, é programado para limpar o Planeta, um cubo de lixo de cada vez, e coleciona objetos que encontra durante o seu "serviço". Já meio triste com o cotidiano, encontra uma nova razão para viver quando conhece uma robô de busca de alto design chamada Eva. Durante essa jornada ao encontro dele, Wall-E passa por inúmeras situações que mostram o porquê de o mundo ter se perdido em lixos e catástrofes. O filme levou o Oscar de Melhor Animação, além de ter sido indicado nas categorias de Melhor Roteiro Original, Melhor Som, Melhor Edição de Som, Melhor Canção Original ("Down to Earth") e Melhor Trilha Sonora.

MEAT THE TRUTH - UMA VERDADE MAIS QUE INCONVENIENTE
O documentário, feito pelo Partido dos Animais da Holanda, é uma resposta ao filme de Al Gore, citado acima, que mostra as causas do aquecimento global e poluição, mas deixa a questão da pecuária de lado (por motivos políticos). "Juntos devemos identificar os maiores emissores de gases do efeito estufa. O que vocês acham? Quais são as fontes de emissões dos gases do efeito estufa. Carros... Ônibus... Todos disseram a mesma coisa, mas ninguém ganhou um prêmio (Nobel). Porque esquecemos um fator muito importante: 18% das emissões de gases no mundo são causadas pela pecuária. Isso pode surpreender vocês. Animais de fazenda, 18%! E adivinhem qual o percentual das emissões causadas pelos transporte? 13%". Surpreendente, não? Ficou curioso?

O PLANETA
No maior projeto de documentário já realizado na Escandinávia, as equipes de filmagem viajaram durante dois anos por vinte e cinco países e entrevistaram um grande número de cientistas, a fim de investigar as verdades e mentiras sobre as alarmantes mudanças climáticas, que muitos afirmam já estar ocorrendo no mundo. Para além dessas mudanças, o filme trata da Terra e as modificações globais que o planeta está experimentando atualmente. É dirigido por Michael Stenberg, Linus Torrel, Johan Söderberg.

TERRA
O filme ecológico e ambiental da Disney - que teve 5 anos de produção, 200 locações em 26 países, mil horas de filmagens e 250 dias de fotografia aérea - conta a história de três famílias em uma viagem pela Terra para dar uma aula sobre os seres vivos e a natureza.

SYRIANA - A INDÚSTRIA DO PETRÓLEO
O filme de Stephen Gaghan, que rendeu a George Clooney o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, foi o primeiro a ter suas emissões de carbono totalmente neutralizadas. O filme conta histórias entrelaçadas que revelam as conseqüências de uma rede de conspiração e corrupção na indústria internacional de petróleo. Um funcionário devotado descobre a verdade sobre o trabalho que vem desenvolvendo durante toda a sua vida na CIA. Um negociante de petróleo passa por uma tragédia familiar e encontra redenção numa parceria com um príncipe idealista do Golfo. Um advogado corporativo enfrenta um dilema moral durante a fusão de duas empresas petroleiras nos EUA. Todos esses personagens envolvidos nesse complexo sistema não têm consciência do impacto de suas decisões sobre o mundo.

A ÚLTIMA HORA
O ex-primeiro ministro soviético Mikhail Gorbachev, o cientista Stephen Hawking, o ex-chefe da CIA R. James Woolsey e autoridades em sustentabilidade como William McDonough e Bruce Mau são alguns dos nomes entrevistados no documentário sobre ecologia e vida no planeta. São 50 cientistas, pensadores e líderes que apresentam fatos e discutem os principais temas com que hoje o mundo precisa lidar. A produção descreve o último momento em que ainda será possível mudar o rumo da história, o modo como a humanidade chegou até aqui, como o ser humano vive, o impacto que isso provoca sobre o ecossistema e o que se pode fazer para mudar esse quadro. A narração é de Leonardo DiCaprio, também produtor e roteirista do filme.

QUEM MATOU O CARRO ELÉTRICO?
Em 1996 ele surgiu nas estradas da Califórnia. Era o carro mais rápido e mais eficiente já construído. Funcionava a eletricidade, não emitia poluentes e colocou a tecnologia americana no topo da indústria automotiva. Mas muita gente ficou realmente incomodada, e esses carros foram destruídos. Especialistas, consumidores, ambientalistas, políticos, diretores envolvidos e até estrelas de cinema deram suas versões. Quem Matou o Carro Elétrico? é a verdadeira autópsia que revela os culpados deste crime contra a humanidade e a tecnologia.

TAINÁ - UMA AVENTURA NA AMAZÔNIA
O filme conta as incríveis e emocionantes aventuras de uma indiazinha órfã que vive com seu avô, o velho e sábio Tigê, em um belo recanto do Rio Negro, na Amazônia. Com Tigê, ela aprende as lendas e histórias de seu povo, convivendo intimamente com a floresta e seus animais. Aos poucos, Tainá torna-se uma guardiã da floresta e consegue salvar um pequeno macaquinho de cair nas garras de um traficante. Apelidado de Catu, o novo amiguinho passa a ser seu companheiro inseparável após a morte do avô. Protegida por um amuleto deixado por Tigê, Tainá segue na luta em defesa da selva. Perseguida pelo traficante, a indiazinha vai parar em uma pequena vila onde mora uma bióloga e seu filho Joninho, que a contragosto está acompanhando a mãe em suas pesquisas científicas. O convívio entre eles se torna difícil e Tainá resolve deixar a vila, mas Joninho, que já planejava uma "fuga" para pregar uma peça na mãe, a segue e agora terá que aprender com ela a sobreviver na floresta.


 RIO 3D 
O filme RIO 3D conta a história de Blu, uma arara azul rara que pensa que é a última de sua espécie. Quando Blu descobre que há uma ‘outra’, ela deixa o conforto de sua gaiola em uma pequena cidade de Minnesota e vai para o Rio de Janeiro. Mas longe de ser amor à primeira vista entre o domesticado e incapacitado de voar e a feminista e independente, que voa alto, Jewel.
  
Procurando Nemo
Nemo é um pequeno peixe-palhaço, que repentinamente é sequestrado do coral onde vive por um mergulhador e passa a viver em um aquário. Decidido a encontrá-lo, seu tímido pai sai em sua busca, tendo como parceria a ingênua Dory.

Happy Feet
 Entre os pingüins-imperador você apenas é alguém se souber cantar. Isto causa grande preocupação a Mano (Elijah Wood), considerado o pior cantor do mundo e também um grande sapateador. Norma Jean (Nicole Kidman), sua mãe, gosta do sapateado de Mano, mas Memphis (Hugh Jackman), seu pai, acha que "isto não é coisa de pinguim". Além disto, seus pais sabem que caso Mano não encontre sua "canção do coração", ele talvez nunca encontre o verdadeiro amor.

Tá dando onde
Cadu Maverick (Shia LaBeouf) é um jovem pinguim, que tem o lendário surfista Big Z como ídolo. Um dia ele decide deixar sua família e sua cidade, Shiverpool, na Antártida, para participar do Big Z Memorial Surf Off, um torneio de surf realizado na ilha Pen-Gu. Cadu acredita que caso vença o torneio ganhará respeito e admiração, seu grande sonho.  Mas lá ele conhece um veterano surfista chamado Grego (Jeff Bridges), com quem aprende que o campeão nem sempre é aquele que chega em 1º lugar nas competições.



Exercendo a sustentabilidade para a nossa e futuras gerações.

Como definição do termo sustentabilidade, compreende-se que todos os recursos naturais disponíveis para a geração atual devem ser preservadospara as futuras gerações. Com a procura por soluções verdes cada vez maior, Universidades do mundo inteiro vem investindo e realizando pesquisas com o objetivo sustentável.
Estudos afirmam que jardins suspensos, que seriam cultivados nos terraços de prédios, poderiam diminuir em até 11°C a temperatura de uma cidade. Há incentivo também na escolha por móveis feitos de madeira, já que a casca da árvore é puro CO², os móveis são sólidas prisões de carbono. Carros com bateria, movido `a eletricidade e que são carregados na tomada são outra promessa para livrar o meio ambiente da poluição e desgaste pelo uso excessivo dos seus recursos.
Existem também pequenas e relativamente baratas ações que podem ser praticadas por cada cidadão: pintar as paredes e o telhado de casa com tinta branca pode diminuir a temperatura da casa em até 5°C pois reflete a luz solar. Utilizar a água da máquina de lavar para regar o jardim, escolher embalagens de alumínio, pois no Brasil mais de 65% do alumínio é reciclado e é a opção menos poluente comparado ao vidro e plástico.
Com isso, precisamos desenvolver a consciência de que é nosso dever preservar os recursos naturais que a natureza oferece, pois é direito das futuras gerações, ter acesso a eles. Assim preservamos o meio em que vivemos e garantimos o futuro.
Lethícia Xavier da Cunha

Sobre meio ambiente e sustentabilidade

O meio ambiente, hoje em dia, vem sofrendo sérias degradações que são causadas pela má forma ou má educação de quem as utiliza. Atualmente se fala em como usufruir de meios mais limpos para preservação de nosso recursos ambientais.
         A natureza é a fonte que move o planeta, e talvez nas próximas décadas nem a teremos, pois as previsões não são nada boas,  se continuarmos com a falta de cuidado e a não preservação dela. Fala-se em sustentabilidade, que visa defender e conservar os recursos hídricos, a fauna e a flora, mas sabemos que isso não é tão fácil, pois para construir uma fonte sustentável precisa-se de uma renda bem considerável, não só isso, mas também a conscientização e reeducação de todos os habitantes. Já existem medidas de contribuição com as nossas riquezas, para que assim, as futuras gerações possam viver em um ambiente agradável, ou tentarão sobreviver com poucos recursos.
          Portanto, para um futuro mais sustentável e que possamos sobreviver, devemos desenvolver mudanças em comportamentos, como a simples ação de desligar a torneira enquanto escovamos os dentes, ou colocarmos o lixo no devido lugar.

WILIAN E BIBIANA - 301

A busca por um futuro melhor

A busca por um futuro melhor
                O mundo atual baseia-se nas atitudes do ser humano em relação ao meio ambiente, como a poluição e a utilização dos meios naturais para a produção de papeis, cola, borracha, tintas e outros materiais de trabalho. Sendo assim o planeta manda respostas imediatas quando algum desses itens passa dos limites, trazendo chuvas ácidas, ondas gigantescas e terremotos. Mas podemos construir um meio ambiente sustentável para inverter essa situação por meio da educação dada nas escolas e por projetos voluntários.
Escolas possuem um grande papel na concepção do nosso futuro, nos ajudando a fazer novas descobertas e a passar pela primeira fase  antes do mercado de trabalho , e , ultimamente,  elas investem principalmente  na relação das crianças com a natureza, induzindo-as à reciclagem e à busca de um mundo melhor.
Existem diversos projetos e trabalhos relacionados com o futuro do planeta, mas penso que poderiam ser muito mais explorados, tendo uma repercussão maior, conscientizando tanto as crianças quanto a sua família, pois uma atitude de cada um deles pode mudar o futuro.
Portanto a busca por um ambiente sustentável ainda é um grande caminho a ser percorrido por cada um de nós, e a educação tem uma enorme função na formação das crianças de hoje que serão nossos adultos de amanhã.
                                                                                             
                                                                                                              Gabriela Brum Davoli

Sustentabilidade e os nove princípios

 Entende-se por sustentabilidade o desenvolvimento humano, usufruindo-se dos bens naturais, mas de forma que esses não se  esgotem, e que a atividade neles baseada possa prolongar-se  indefinidamente.
             O conceito de sustentabilidade foi definido em 1991, quando o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), juntamente com a ONU e diversas Organizações não Governamentais, elaborou os conceitos, princípios e metas de sustentabilidade.
  Para uma sociedade ser sustentável, o programa estabeleceu que ela deve seguir nove princípios fundamentais. São eles:
           
Respeitar e cuidar da comunidade dos seres vivos (princípio básico): é óbvio que para atingir um ponto tal de organização, é preciso que  haja o respeito dos seres  humanos hoje, com seres vivos de outros ecossistemas, no presente e no futuro.

  Melhorar a qualidade da vida humana (critério de sustentabilidade): esse deve ser o verdadeiro objetivo do crescimento, ao qual esse deve estar sujeito: permitir ao ser humano perceber seu potencial e gozar de uma vida plena de dignidade e satisfação.

            Conservar a diversidade e vitalidade do planeta Terra (critério de sustentabilidade): deve-se garantir a manutenção da diversidade e a durabilidade indefinida dos meios e sistemas naturais de vida no planeta.

            Minimizar o esgotamento de recursos não renováveis (critério de  sustentabilidade):  deve-se evitar o uso indiscriminado de tais recursos, que não podem ser  renovados na escala de tempo humana, substituindo-os (quando possível) por recursos renováveis,  utilizando-se de menor quantidade desses para a fabricação de produtos  ou os reciclando.

  Permanecer nos limites de capacidade de suporte do planeta Terra (critério de sustentabilidade): ainda não se pode definir com certeza quais os limites de impacto e  uso dos recursos naturais, de modo a não causar destruição que pudesse atingir o ser humano. Mas é fato que tal limite existe, e varia de local  para local, de ecossistema para ecossistema.    Devem-se, portanto, desenvolver-se políticas que visem ao equilíbrio do  bem estar humano com a manutenção do ecossistema natural.

             Modificar atitudes e práticas pessoais (meio para se chegar a sustentabilidade): é óbvio que para se atingir o ponto esperado, é preciso que parta de  cada indivíduo a revisão de conceitos e a modificação de atitudes.    Cabe a sociedade incentivar tais atitudes e desfavorecer (punir)  aqueles que não se enquadrem as novas maneiras de agir.

             Permitir que as comunidades cuidem de seu próprio ambiente (meio para  se chegar a sustentabilidade): é na comunidade que se concentram as atividades de desenvolvimento em  geral, bem como a maior massa de pessoas. É, portanto, o meio mais  acessível de criar discussões e tomar decisões para a sustentabilidade.

             Gerar uma estrutura nacional para integração de desenvolvimento e  conservação (meio para se chegar a sustentabilidade):  é preciso elaborar uma base sólida de leis,, conhecimento, princípios  e instituições, que visem o pleno desenvolvimento da sociedade e da economia sobre esses. Essa base deve ser flexível e regionalizada, para melhor atender as diferenças sociais, políticas, históricas, naturais de  cada região.

            Construir uma aliança global (meio para se chegar a sustentabilidade):  como todas as nações são influenciadas pelo equilíbrio ou não do  desenvolvimento com a capacidade do planeta, deve-se, portanto, construir uma aliança que integre desde pessoas a nações, para que o  desenvolvimento de políticas sustentáveis seja uniforme.

O Projeto: “ Colégio Raymundo Carvalho 25 anos: educação,cidadania, diversidade e sustentabilidade”

A cultura brasileira é formada por vários elementos contidos em uma população numerosa e miscigenada.              Ao abordar a pluralidade cultural do Brasil, o professor deve promover no aluno o sentimento de respeito às diferentes culturas e a valorização da cultura nacional.
 Dentre os principais desafios da humanidade nos dias atuais, está o desenvolvimento sustentável que tem como diretrizes principais o atendimento das necessidades presentes e futuras da sociedade, conservando ao mesmo tempo os recursos naturais e mantendo os processos ecológicos que sustentam a vida na Terra.
O conceito de sustentabilidade implica mudanças nas relações internacionais: maior cooperação entre as nações para a geração de tecnologias limpas e não-poluentes, e acordos internacionais sobre o uso dos recursos naturais, que estabeleçam limitações à produção de substâncias tóxicas e emissões de poluentes no ambiente.   
 Acredita-se que a Educação Ambiental (EA) praticada nas escolas possa contribuir para formar um cidadão empenhado na defesa da vida e do meio ambiente. Neste contexto, se faz imprescindível a atuação de professores capacitados para trabalhar, além dos conceitos científicos, temas diretamente relacionados com o social, o ambiental e o cultural das comunidades envolvidas.
O trabalho proposto pelo Colégio Raymundo Carvalho pretende enfatizar a importância da Educação Ambiental no cotidiano escolar. O tema focalizado vem atender às necessidades dos alunos e da sociedade local, tendo comprometimento com a mudança da realidade do nosso município por meio da reflexão e ações conjuntas provenientes do trabalho proposto. Espera-se como resultado promover a reflexão na busca de soluções sustentáveis para os principais desafios do meio ambiente escolar e de seu entorno, por meio da pesquisa e desenvolvimento de projetos.
   Este projeto tem como objetivo geral promover a reflexão sobre o desejo de transformar a realidade, proporcionando a construção de saberes e o desenvolvimento do ser humano num contexto ambiental, sociocultural, histórico, econômico e político, bem como estimular a mudança prática de atitudes e a formação de novos hábitos com relação à utilização dos recursos naturais favorecendo a reflexão sobre a responsabilidade ética de nossa espécie e o próprio planeta como um todo.
O Colégio propõe uma metodologia com a participação de todos no processo ensino-aprendizagem que possibilite o aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver, aprender a ser e conviver para a apropriação e socialização do conhecimento, buscando a sustentação em teorias de aprendizagem que se aproximam das exigências da missão do Colégio e do mundo atual.







Fotos do Colégio Raymundo Carvalho








terça-feira, 3 de maio de 2011

Histórico da Escola

O Colégio Raymundo Luiz Marinho Carvalho, criado em 1986, tem como entidade mantenedora a Universidade da Região da Campanha – URCAMP -  e como patrono o professor Raymundo Carvalho que dedicou sua vida à educação, especialmente na Fundação Educacional de Alegrete.

O Colégio Professor Raymundo Luiz Marinho Carvalho tem o objetivo de receber alunos do Ensino Médio e Fundamental, preparando-os para a vida, com propósitos definidos quanto a sua formação para o ingresso no Ensino Superior.

No ano de 2007, o Colégio Raymundo Carvalho entrou no processo de reestruturação administrativo-pedagógica, quando democraticamente escolhe nova Direção. Uma nova proposta administrativa foi implantada e desenvolvida pela equipe diretiva, os professores e funcionários têm sempre como eixo norteador de todo o trabalho o oferecimento de um ensino de qualidade.

Somos um colégio integrado e integrador, buscando interagir as áreas do saber, fazer e do saber ser. Oferecemos o Ensino Fundamental - 1º ano e 2º ano- Anos Iniciais, 2ª à 4ª série - Séries Iniciais, 5ª à 8ª - Séries Finais, e Ensino Médio, que objetiva a preparação para o vestibular, Vestibular Seriado e ENEM. Na formação de bons técnicos, o colégio oferece os cursos técnicos de Informática e Enfermagem, com um currículo especializado, culminando com estágio supervisionado em Hospitais e Empresas.

Tanto no Ensino Fundamental quanto no Ensino Médio, os alunos vivenciam conhecimentos de Filosofia, Sociologia, Orientação para a Vida, Língua Espanhola, Expressão Corporal, Jogos Esportivos, Mostras Interdisciplinares, Viagens de Estudos e Lazer, Acompanhamentos, Encontros, Projeto Vida e Valores, Seminários e outras atividades que são desenvolvidas durante o ano letivo.

Há mais de sete anos o Colégio trabalha com o Sistema Positivo, tendo na sua proposta interativa, a integração horizontal e vertical dos conhecimentos. Os alunos da 3ª série do Ensino Médio, que prestam vestibulares têm conquistado boas colocações, tanto nas Universidades Federais como nas Particulares.

Integrados com o Campus Universitário de Alegrete, os alunos do Colégio Raymundo Carvalho desenvolvem práticas educativas que lhes possibilitam enriquecer e aperfeiçoar seus conhecimentos.

Somos pela valorização do aluno, pelo respeito, pela ética e pela responsabilidade que assumimos, incluindo a família como a grande aliada no processo educativo que desenvolvemos.
Temos o imenso prazer de receber a comunidade alegretense em nosso Colégio Raymundo Carvalho, demonstrando quem somos e o que fazemos.